Dea gritando.JPG
 

banana scrait

 iTunes

Giostra, o novo projeto do Banana Scrait, é um belo e delicado disco de indie rock, com bem arquitetadas texturas elétricas, coloridas por arranjos de sopros.
— Jornal O Globo
 
dea e dan.jpg
 

O Banana Scrait consegue aliar a simplicidade das harmonias e melodias do rock, com o rigor de arranjos mais elaborados e sofisticados. Pode-se considerar o Banana Scrait como uma banda brasileira contemporânea indie-folk-bossa-pop. Mas isso não encerra a possibilidade de se desvendar outras camadas trançadas no universo sonoro da banda. Ao ouvir músicas como Nina Walks ou Suíte Butterflies você poderá até concordar em adicionar o clássico como outro gênero pertencente ao universo do Banana Scrait. E se ouvir a valsa Giostra, não será surpresa se adicionar o jazz como uma marca da banda, afinal, qualquer classificação depende principalmente das referências do ouvinte-observador. E é com essa perspectiva que convidamos você a ouvir o som do Banana Scrait: uma música universal, contemporânea, feita por apaixonados por música!

 

Vocal, Guitarra / Andrea Agda
Sax, Sintetizadores / Daniel Arruda
Baixo / David Brasileiro
Bateria / Marcos Maia

 

 
passaro cascais 2 pb.jpg
capa voo aprovada fev2015filtro.jpg

Voo

by banana scrait

vídeo

 

Walk

Assista mais vídeos

Notícias

O projeto da dupla cearense Banana Scrait é curioso: um CD curto, dividido entre canções próprias e adaptações de composições de um conterrâneo erudito do Século XIX, o maestro Alberto Nepomuceno. Deu em um belo e delicado disco de indie rock, com bem arquitetadas texturas elétricas, coloridas por arranjos de sopros. Cotação: Bom
— Jornal O Globo